TOP notícias

Testes e Comparativos: Recall de carros elétricos: a próxima tendência automotiva?

Problema no airbag faz BMW convocar recall

  Problema no airbag faz BMW convocar recall Problema no airbag faz BMW convocar recallAs bolsas infláveis foram produzidas pela fornecedora automotiva Takata. Ao todo, 2.647 unidades estão envolvidas no recall. Os proprietários dos carros envolvidos estão sendo comunicados diretamente pela marca, por meio do My BMW App.

strong>*Por Vinicius Melo //Os carros elétricos surgiram, em essência, para serem menos danosos ao meio ambiente e para permitirem ao público consumidor algumas possibilidades que os carros movidos via combustão não oferecem.

Recall de carros elétricos: a próxima tendência automotiva? - DepositPhotos © DepositPhotos Recall de carros elétricos: a próxima tendência automotiva? - DepositPhotos

Leia mais:

Cringe, Basculho, Cremosinho: o que os brasileiros procuraram no Google em 2021

Pets no Kwai: 5 perfis que estão bombando na rede social

Apple divulga os melhores jogos e aplicativos de 2021

Entretanto, engana-se quem pensa que estes modelos de automóveis mais modernos estão isentos de recalls ou quaisquer problemas que necessitem de atenção, seja pelo fabricante ou usuário.

Honda anuncia recall para CBR 1000RR-R no Brasil

  Honda anuncia recall para CBR 1000RR-R no Brasil A Honda Motos convoca proprietários do modelo CBR 1000RR-R para substituição da mangueira do radiador de óleo e instalação de protetor de calor. Segundo a Honda, algumas unidades da superbike podem apresentar vazamento de óleo em condição de alta rotação do motor e baixa ventilação na região frontal da motocicleta, devido à ineficiência do material … Continued O post Honda anuncia recall para CBR 1000RR-R no Brasil apareceu primeiro em Motociclismo Online.

O recall, comunicado realizado pela montadora para informar aos consumidores que determinado modelo automotivo tem um defeito, é importante para garantir a segurança de todos os indivíduos, já que um veículo com problemas graves pode causar diversos acidentes.

O reparo é feito pela montadora de forma gratuita e sem nenhum ônus ao consumidor, como estabelece a lei.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Carros elétricos: recall do Bolt

Diante da importância do procedimento, a General Motors recentemente informou ao público sobre o recall de todos os carros elétricos Chevrolet Bolt já produzidos. De acordo com a empresa norte-americana, um defeito na fabricação das baterias pode causar incêndio nos veículos e destruí-los de forma integral.

Conheça os carros elétricos à venda no Brasil até R$ 300 mil

  Conheça os carros elétricos à venda no Brasil até R$ 300 mil Confira os veículos zero emissões mais acessíveis disponíveis no mercado nacional Na expectativa de vários lançamentos de carros elétricos em 2022, o Brasil ainda tem um mercado pequeno para esse segmento, mas que cresce rapidamente e já conta com uma certa variedade de modelos. © InsideEVs Brasil carros eletricos mais baratos brasil De fato, os carros elétricos ainda são caros por aqui, mais por conta da moeda desvalorizada e do baixo poder aquisitivo, ainda que pese bastante a ausência de uma política mas consistente de incentivos para a transição energética.

A estimativa divulgada é que seja gasto mais de um bilhão de dólares para a realização do procedimento.

A sul-coreana Hyundai também anunciou um recall global. Neste ano, 82 mil veículos foram chamados para a substituição de baterias dos modelos Kona, Ioniq e o ônibus Elec City, após o surgimento de alguns relatos de incêndio.

Serão gastos aproximadamente 900 milhões de dólares para este trabalho, de acordo com números divulgados. E para completar um terceiro caso significativo de recall deste tipo de carro, a Audi recolheu recentemente modelos do SUV elétrico e-tron Sportback por problemas de freio.

Os casos supracitados evidenciam as necessidades que são inerentes a qualquer tipo de nova tecnologia, especialmente quando o item em questão é um componente tão popular na sociedade e responsável por uma demanda de diversos protocolos de segurança.

Além disso, a realização de chamamentos não são novidade na indústria automotiva, e servem como garantia de segurança e bons padrões não apenas para os condutores, mas para todas as pessoas nas ruas.

10 curiosidades sobre o funcionamento de carros elétricos

  10 curiosidades sobre o funcionamento de carros elétricos No Brasil, existem mais de 52 mil carros elétricos em circulação. Segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), 20% da frota está no estado de São Paulo. […]Leia mais:

O crescimento de modelos elétricos é promissor ao redor do globo, como preveem algumas estimativas.

Um estudo da Agência Internacional de Energia, por exemplo, mostra que, desde que estimulada, a frota de veículos elétricos deve chegar a 145 milhões até o fim da década. Ainda de acordo com dados da Agência Internacional de Energia, as vendas de veículos elétricos cresceram 140% no primeiro trimestre de 2021 — 1,1 milhão de unidades foram comercializadas, de acordo com o órgão.

O Brasil, no último mês de agosto, teve o melhor mês de venda de elétricos; de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), 3.873 unidades foram comercializadas no período, que considera também os híbridos na conta. O futuro ainda tende a reservar mais mudanças.

*Vinicius Melo é CEO do Papa Recall, serviço que informa com rapidez aos usuários, via smartphone, sobre a realização de chamamentos

Opinião: Eletrificado mundo novo (carros elétricos e um verde não tão verde assim…) .
Os carros elétricos já são realidade, e, ao mesmo tempo, ainda são um sonhoMontadoras querem que consumidores amem elétricos, e respondem ao problema da autonomia/recarga com baterias que se carregam em 15, 30 minutos – se houverem carregadores caríssimos, e em número suficiente, para uma frota que políticos europeus, por exemplo, sonham em forçar a chegar a 100% de domínio dos elétricos na frota zero-quilômetro já em 2035.

Ver também