TOP notícias

Brasil: Menos restrições no Finados: famílias prestam homenagem em cemitérios de BH

Prefeitura de SP retoma processo de concessão de 22 cemitérios

  Prefeitura de SP retoma processo de concessão de 22 cemitérios Proposta anterior foi arquivada em fevereiro pelo TCM, que apontou aumento abusivo de tarifas entre as irregularidadesApós ao menos três suspensões pelo Tribunal de Contas do Município (TCM) desde a gestão João Doria (PSDB), o processo de concessão dos 22 cemitérios públicos e do Crematório da Vila Alpina foi retomado pela Prefeitura de São Paulo. A proposta passou de 35 para 25 anos de duração e terá como principais mudanças a ampliação e reforma de unidades, a criação de três novos crematórios e o aumento nos preços de parte dos serviços funerários.

O movimento foi intenso nos cemitérios de Belo Horizonte, nesta terça-feira (2/11), Dia de Finados, depois da liberação da visitação sem agendamento prévio pela Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica. Depois de dois anos com protocolos rígidos para evitar a transmissão da doença, a flexibilização permitirá visitas no período das 7h às 17h30. A autorização foi dada pelo Comitê de Enfrentamento à COVID-19, que assessora a Prefeitura de Belo Horizonte na tomada de decisões.

Devido à COVID-19, não foi permitida a venda de flores no local © Jair Amaral/EM/DA Press Devido à COVID-19, não foi permitida a venda de flores no local

O advogado Rodrigo Teixeira Cavalcanti de Albuquerque, de 54 anos, aproveitou o Dia de Finados para agradecer aos pais. Ele foi visitar os túmulos onde a mãe, Linê Teixeira Cavalcanti de Albuquerque, que morreu aos 89 anos, e o pai Alberto Cavalcanti de Albuquerque Filho, morto aos 92, estão sepultados, no Cemitério do Bonfim, no Bairro Bonfim, em Belo Horizonte.

Dia de Finados: confira o que abre e o que fecha na cidade de São Paulo

  Dia de Finados: confira o que abre e o que fecha na cidade de São Paulo Parques, hospitais de urgência e equipamentos de cultura estarão abertos, mas com horário diferenciado. Bancos e centros esportivos fecham na terçaQuem estiver em São Paulo durante o feriado de Finados, na terça-feira, 2, deve ficar atento às mudanças no horário de funcionamento de serviços e órgãos públicos. Parte dos serviços vai ser afetada somente na terça-feira, enquanto outros terão funcionamento diferenciado na segunda-feira, 1º, e na terça.

O advogado Rodrigo Teixeira aproveita o Dia de Finados para visitar o túmulo dos pais, momento em que faz um agradecimento a eles © Jair Amaral/EM/DA Press O advogado Rodrigo Teixeira aproveita o Dia de Finados para visitar o túmulo dos pais, momento em que faz um agradecimento a eles

A mãe morreu em 8 de junho de 2019 e o pai em julho de 2021. "Sempre vou lá, oro, faço uma meditação, agradeço tudo o que eu tive na minha vida. Só tenho a agradecer. Eles me deram muito."  O movimento nos cemitérios, apesar de intenso, foi bem tranquilo. "Foi a primeira vez depois do falecimento do meu pai, com protocolo de 10 pessoas, que voltei ao Bonfim."

Apesar da flexibilização, a orientação foi para que cada família levasse as próprias flores e não foi permitida a venda no local. Também foram mantidos os cuidados, como o uso de máscaras e álcool em gel.

Como as missas presenciais ainda não estão liberadas, o arcebispo Dom Walmor Oliveira de Azevedo gravou uma mensagem para o Dia de Finados. O sacerdote prestou homenagem às vítimas da COVID-19 e rezou para as famílias enlutadas neste tempo de pandemia. "Um bom sentido para o dia de finadas é lembrar que cada vida é oferta, um dom que se desdobra em serviço à sociedade."

Ele também lembrou Jesus Cristo, que venceu a morte e ressuscitou no terceiro dia, conforme a Bíblia: "Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê, ainda que tenha morrido, viverá". No exemplo de Cristo, ele afirmou que "a vida resplandecerá".

Com o fim das restrições, cemitérios têm fila e homenagens a vítimas da Covid-19 .
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com o fim das restrições, o avanço da vacinação e a queda no número de casos e mortes por Covid-19, esta terça-feira (2), Dia de Finados, foi de grande movimentação nos cemitérios da capital paulista. O Cemitério São Luiz, na zona sul de São Paulo, teve fluxo intenso de visitantes, fila no portão de entrada e grande circulação de pessoas nas floriculturas ao redor. Protocolos contra a Covid-19 como aferição de temperatura, obrigatoriedade do uso de máscara e uso de álcool em gel foram mantidos. O cemitério, que é o segundo maior da cidade, teve a celebração de um ato ecumênico às 10h, em um espaço no centro da necrópole.

Ver também