TOP notícias

Brasil: Ômicron já representa 97% dos casos no Brasil, diz estudo

EUA advertem que quase todos terão covid em algum momento

  EUA advertem que quase todos terão covid em algum momento Principal epidemiologista do governo, Anthony Fauci, afirmou que graças às vacinas a maioria das pessoas não terá formas graves da doença“Praticamente todos vão acabar expostos e, provavelmente, serão infectados, mas se forem vacinados e receberem os reforços, as chances de ficarem doentes são muito, muito baixas“, disse o epidemiologista em entrevista coletiva na Casa Branca.

A variante ômicron já representa 97% dos casos da covid-19 no Brasil, mostra um estudo conjunto das redes Vírus e Corona-ômica BR, vinculadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Eis a íntegra (1,8 MB).

O levantamento, que considera infecções até a 1ª semana de janeiro, mostra que em cinco Estados a variante chegou a 100% das amostras analisadas: Acre, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Rondônia e Santa Catarina.

Formulário de cadastro
Poder360 todos os dias no seu e-mail
concordo com os termos da LGPD.

A ômicron já tem um percentual superior a 90% das infecções em 13 estados, mostra o estudo. A pesquisa contou com um total de 208.480 amostras, distribuídas entre 01/11/2021 até 06/01/2022, nas 27 unidades federativas.

Casa Branca divulga alta de casos de covid em não vacinados

  Casa Branca divulga alta de casos de covid em não vacinados Pelo Twitter, o perfil da sede da presidência dos EUA comparou situação com a de imunizadosOs gráficos mostram uma curva acentuada de infecções por covid e hospitalizações para a parcela que não se imunizou. Os indicadores explodem a partir de dezembro, quando a variante ômicron passou a circular com mais intensidade. Os Estados Unidos registraram o 1º caso da cepa em 1º de dezembro.

  Ômicron já representa 97% dos casos no Brasil, diz estudo © Fornecido por Poder360

O informe confirma ainda uma maior transmissão da ômicron em relação às demais variantes. Comparando com a gama e a delta, a nova cepa alcançou 100% dos casos positivos em um intervalo de tempo menor, cerca de 6 semanas, desde a sua introdução no país.

Os casos da linhagem foram aumentando progressivamente em novembro (3,4%), dezembro (67,5) e janeiro (97%). Nesses três meses, o Brasil enfrentou um aumento no número de casos positivos para covid-19.

Apesar do levantamento apontar que o número de infectados pela ômicron passa dos 90%, dados oficiais do Ministério da Saúde contabilizavam 1.407 casos da nova cepa até esta 5ª feira (20.jan.2022). Há 1.080 casos em investigação, segundo a pasta.

Ômicron faz Brasil ter sua maior taxa de contágio, dizem pesquisadores .
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A taxa transmissão do coronavírus atingiu o seu maior índice no Brasil nos últimos dias, por causa da variante ômicron. A conclusão é da plataforma SP Covid-19 Info Tracker, criada por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) e da Unesp (Universidade de São Paulo), com apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). De acordo com os estatísticos, que fazem esse cálculo desde setembro de 2020, o Rt (ritmo de contágio) atingiu 1,9 no último domingo (23). Antes da ômicron, o maior Rt registrado pelo Info Tracker havia sido o de 1,29, em 21 de janeiro de 2021.

Ver também