TOP notícias

Brasil: Equador x Brasil pelas Eliminatórias não terá público nesta quinta-feira

Equador estende sua reserva marinha até a Costa Rica para proteger fauna migratória

  Equador estende sua reserva marinha até a Costa Rica para proteger fauna migratória O Equador criou nesta sexta-feira (14) uma nova reserva marinha de 60.000 km2 ao norte do arquipélago de Galápagos, no Pacífico, formando um corredor marinho que se liga à área protegida de Cocos para preservar espécies migratórias, como os tubarões. A bordo da embarcação científica do Parque Nacional Galápagos (PNG), ancorada na baía de Puerto Ayora (capital da ilha de Santa Cruz), o presidente equatoriano, Guillermo Lasso, assinou o decreto de criação da reserva marinha chamada "Irmandade", que foi incorporada à de 138.000 km2 existente desde março de 1998.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Comitê de Operações de Emergência (COE) do Equador decidiu na tarde desta segunda-feira (24) que a partida entre a seleção local e o Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, ocorrerá sem público. A bola rola na quinta-feira, às 18h (de Brasília), no Estádio Rodrigo Paz Delgado -também conhecido como Casa Blanca-, em Quito.

A Federação Equatoriana de Futebol (FEF) tinha solicitado às autoridades de saúde do país a liberação de 60% da capacidade do estádio, que ao todo comporta aproximadamente 40 mil pessoas. A entidade citou em seus argumentos até mesmo o fato de que a seleção brasileira terá disponível 100% da capacidade do Mineirão para o seu próximo jogo, no dia 1º. Mesmo assim, o pedido foi negado.

Equador expande área marinha protegida ao redor de Galápagos

  Equador expande área marinha protegida ao redor de Galápagos Equador expande área marinha protegida ao redor de GalápagosSANTA CRUZ, Equador (Reuters) - O Equador criou nesta sexta-feira uma nova reserva marinha em torno de suas intocadas Ilhas Galápagos, cuja rica biodiversidade inspirou a Teoria da Evolução de Charles Darwin, enquanto busca expandir as proteções para espécies migratórias ameaçadas de extinção.

"De acordo com as análises realizadas e conforme as informações técnicas disponíveis e a situação epidemiológica atual, a sugestão é que a partida se realize sem público a fim de preservar a saúde e o bem-estar da população, evitando um possível pico nos casos de covid-19", informa a COE no comunicado disparado na tarde desta segunda.

Quito anunciou nesta segunda alerta laranja em razão da pandemia de Covid-19 entre os dias 24 e 31 de janeiro, o que limita a capacidade de locais como bares e restaurantes a 30% da capacidade, sempre seguindo protocolos de segurança. O alerta laranja é o segundo mais grave, atrás somente do vermelho. Também há amarelo e verde.

A Federação Equatoriana já tinha comercializado aproximadamente 20 mil ingressos em dezembro e precisará reembolsar os torcedores.

O jogo contra o Brasil, que já está classificado para o Mundial, vale pela 15ª rodada das Eliminatórias. A seleção equatoriana está em terceiro na classificação, com 23 pontos. Caso vença o Brasil, precisará somar só mais um ponto nas três rodadas finais para sacramentar sua vaga no Qatar.

ATUAÇÕES: Calleri marca e Patrick estreia bem em derrota do São Paulo para o Guarani .
ATUAÇÕES: Calleri marca e Patrick estreia bem em derrota do São Paulo para o Guarani

Ver também