TOP notícias

Brasil: Após mais de dois meses, Brasil volta a ter mais de 400 mortes por covid em 24 horas

Brasil registra 76,3 mil novos casos de covid e 162 mortes nas últimas 24 horas

  Brasil registra 76,3 mil novos casos de covid e 162 mortes nas últimas 24 horas Média móvel de testes positivos é de 75.253 - um aumento de 662% em relação à de duas semanas atrás e a maior desde 24 de junho do ano passado, quando o índice estava em 77.070 . No total, o Brasil tem 621.261 mortos e 23.083.297 casos da doença. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 21,7 milhões de pessoas se recuperaram desde o início da pandemia. São Paulo teve 12 mortes e 1.330 novos casos nas últimas 24 horas.

Número tão alto de óbitos não era registrado desde 13 de novembro. Com mais de 183 mil novas infecções, média móvel de casos atingiu recorde pelo oitavo dia consecutivo.

Nas últimas 24 horas, Brasil teve mais de 183 mil novos casos e 487 mortes causadas por covid-19 © Gustavo Basso/DW Nas últimas 24 horas, Brasil teve mais de 183 mil novos casos e 487 mortes causadas por covid-19

Nesta terça-feira (25/01), o Brasil voltou a registrar mais de 400 mortes por coronavírus em 24 horas. É a primeira vez que isso ocorre desde o dia 13 de novembro. Ou seja, há mais de dois meses - ou exatos 74 dias -, o número de óbitos devido à doença não era tão grande no país.

Conforme dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil teve 487 mortes e 183.722 novos casos de covid-19 confirmados nesta terça. Em 13 de novembro, ocorreram 731 óbitos.

Procon de São Paulo investiga aumento dos preços de testes de Covid-19; exames são encontrados por até R$ 400

  Procon de São Paulo investiga aumento dos preços de testes de Covid-19; exames são encontrados por até R$ 400 Com o agravamento da variante ômicron no Brasil, a grande procura por testes de Covid-19 está gerando várias denúncias de pacientes que encontram preços exagerados nos exames. Com isso, o Procon de São Paulo começou a realizar a "Operação Teste Covid-19 - Sem Abusos" para investigar e fiscalizar o comportamento de farmácias e laboratórios. Estes locais inflacionaram os preços dos testes excessivamente sem fornecer explicações. "Testes que iam de"Testes que iam de R$ 50 a R$ 90 pularam para R$ 350 a R$ 400.

Esses números também indicam que a média móvel de casos, somando os últimos sete dias, chegou a 157.060 e atingiu um novo recorde pelo oitavo dia consecutivo desde o começo da pandemia, em março de 2020.

A média móvel de mortes está em 332 - ainda distante do recorde nesse índice, o que ocorreu em abril de 2021, quando os óbitos estavam em média de mais de 3 mil por semana.

Com as estatísticas divulgadas nesta terça pelo Conass, o Brasil atingiu 24.311.317 infecções e 623.843 mortes desde o início da pandemia de coronavírus.

Em relação à vacinação, o país tem mais de 148 milhões de pessoas - em torno de 70% da população - imunizadas, ou seja, que receberam ao menos duas doses.

gb (Reuters, ots)

Após mais de dois meses, Brasil volta a ter mais de 400 mortes por covid em 24 horas .
Após mais de dois meses, Brasil volta a ter mais de 400 mortes por covid em 24 horasConforme dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil teve 487 mortes e 183.722 novos casos de covid-19 confirmados nesta terça. Em 13 de novembro, ocorreram 731 óbitos.

Ver também