TOP notícias

Brasil: Mercado Pago vai habilitar operações com criptomoedas no Brasil

Analistas divergem sobre os rumos do Bitcoin em 2022

  Analistas divergem sobre os rumos do Bitcoin em 2022 Futebol

Por Aluisio Alves

Aplicativo do Mercado Pago em dispositivos móveis, em Buenos Aires, Argentina © Reuters/AGUSTIN MARCARIAN Aplicativo do Mercado Pago em dispositivos móveis, em Buenos Aires, Argentina

SÃO PAULO (Reuters) - O braço financeiro do Mercado Livre, Mercado Pago, anunciou nesta quinta-feira o lançamento da funcionalidade de compra e venda de criptomoedas por meio de seu aplicativo, em um momento em que moedas digitais ganham rápida popularidade no Brasil.

Em parceria com a plataforma de custódia e de blockchain Paxos, usuários do Mercado pago poderão negociar com bitcoin, o mais conhecido dentre os criptoativos, além do ethereum e da stablecoin USDP, com operações a partir de 1 real, informou a companhia. Operações com outras moedas digitais devem ser incluídas mais adiante, mas ainda não há data prevista.

IPTU: Estado brasileiro aceitará criptomoedas para o pagamento do imposto em 2023

  IPTU: Estado brasileiro aceitará criptomoedas para o pagamento do imposto em 2023 Durante a manhã da última sexta-feira (25), foi anunciado que, a partir de 2023, o Imposto Predial e Territorial Urbano, mais conhecido como IPTU, poderá ser pago com criptomoedas. A informação foi dada durante o evento chamado de Criptoatividade Carioca, e confirmada pela prefeitura do Rio de Janeiro, e com essa iniciativa, a cidade se torna a primeira do Brasil a oferecer esse tipo de opção ao pagar um imposto. Segundo informações de Eduardo Paes, prefeito do RJ, o objetivo é fazer com que cariocas que investem em moedas cripto, invistam no Estado e não em mercadorias importadas.


Video: Exportação de besouros é impulsionada por criptomoeda na Colômbia (Reuters)

O anúncio reforça o avanço do maior portal de comércio eletrônico da América Latina em direção aos ativos digitais, após ter anunciado em maio que comprou 7,8 milhões de dólares em bitcoin, "como parte da estratégia de tesouraria".

Segundo o vice-presidente do Mercado Pago no Brasil, Tulio Oliveira, a expectativa é de que os cerca de 20 milhões de usuários da empresa possam comprar moedas virtuais pelo aplicativo nas próximas semanas. As transações terão um custo de 2% nas conversões.

O anúncio desta quarta-feira já havia sido antecipado em parte pelo próprio presidente-executivo do Mercado Livre, Marcos Galperin, que afirmou na semana passada no Twitter que a empresa lançaria modalidade de compra e venda de criptomoedas no Brasil.

De imediato, o saldo de criptomoedas no Mercado Pago não poderá ser usado para pagamento de compras no Mercado Livre, mas o presidente de Fintech no grupo, Osvaldo Gimenez, adiantou que essa opção poderá ser disponibilizada no futuro.

Criptomoedas em época de guerra: queda de preço dos ativos será passageira? .
Alta dos juros e redução da liquidez nos Estados Unidos mais endurecimento das autoridades pressionam para baixo os preços desses ativos.Um desses indicadores é o Índice de Medo e Ganância (Fear & Greed Index) calculado pela plataforma americana de distribuição de soft- ware e análise de mercado Alternative.me. Esse índice calcula sete indicadores, que vão desde o volume de negócios das criptomoedas até as menções a elas nas redes sociais, para medir o ‘sentimento’ do mercado.

Ver também