TOP notícias

Mundo: Diplomacia na balança

Alemanha negocia para que aeroporto de Cabul permaneça aberto

  Alemanha negocia para que aeroporto de Cabul permaneça aberto A Alemanha analisa com Estados Unidos, Turquia e outros aliados a opção de manter o aeroporto de Cabul aberto para evacuações depois de 31 de agosto, data prevista por Washington para concluir a retirada, anunciou o chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, nesta segunda-feira (23). "Estamos debatendo com Estados Unidos, Turquia e outros aliados com o objetivo de permitir que o aeroporto siga realizando a operação civil para que essas pessoas saiam", disse Heiko Maas à imprensa.

Quer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

No comando da Comissão de Relações Exteriores do Senado, nunca tive tanta oportunidade de entender com clareza a necessidade de buscar crescimento econômico, apesar das crises, por meio de medidas combinadas que acelerem exportações e atraiam investimentos externos, para assegurar prosperidade ao nosso povo.

Hoje os países asiáticos são o destino mais relevante dos produtos brasileiros. A Ásia absorveu quase metade (49%) das exportações do Brasil no primeiro semestre de 2021. Com 50 países, a região abriga 60% da população do planeta e é responsável por 36% do PIB mundial.

EUA veem com preocupação democracia brasileira mas consideram que Forças Armadas não participariam de golpe

  EUA veem com preocupação democracia brasileira mas consideram que Forças Armadas não participariam de golpe Em Washington, percepção é de que, após encontro com enviados de Joe Biden, em que Jair Bolsonaro disse ter havido fraude em eleições americanas, imagem de presidente brasileiro sofreu abalo significativo como possível interlocutor.Do encontro sobraram não só uma foto de um aperto de mão de Sullivan, de máscara, e Bolsonaro, sem máscara e oficialmente não vacinado, mas também uma preocupação dos americanos com a saúde da democracia brasileira, diante das alegações sem provas do presidente brasileiro de fraude eleitoral nas urnas eletrônicas.

Visitei a Ásia uma dezena de vezes nos últimos anos e acredito que o Brasil compartilha com a China identidades que tornam possível encurtar as distâncias que a geografia, a História e a cultura nos impõem. Temos imenso potencial para a cooperação em um grande número de áreas.

Somos países em desenvolvimento de dimensões continentais – os maiores de suas respectivas regiões – e ambicionamos um processo de desenvolvimento econômico inclusivo, que ofereça novas perspectivas e oportunidades aos nossos povos.

Com realismo, defendo a tese de que as relações com a China sejam tratadas pelo que são, o que não é pouco. A região da Ásia-Pacífico é a de maior dinamismo no mundo, um polo de atração cuja força se faz sentir de forma crescente com o potencial de um mercado de mais de 2,2 bilhões de pessoas.

Botafogo afasta 'fantasma' como visitante e impõe primeira derrota do Coritiba no Couto Pereira na Série B

  Botafogo afasta 'fantasma' como visitante e impõe primeira derrota do Coritiba no Couto Pereira na Série B Equipe comandada por Enderson Moreira teve primeiro tempo de excelência e superou grande desafio na competição rumo ao G4+ Em nova reunião com empresários, Botafogo faz outra proposta de renovação a Rafael Navarro

O comércio Brasil-China no primeiro semestre de 2021 foi de US$ 71 bilhões, aproximadamente US$ 1 bilhão a cada dois dias e meio. E o superávit comercial no período foi de US$ 26,6 bilhões, o maior na história das relações do Brasil com qualquer país.

O Brasil exportou mais para Cingapura do que para a Alemanha. Vendeu mais para o Vietnã do que para a Suíça. Embarcou mais produtos para a Tailândia do que para a França. Mais para a Malásia e a Indonésia do que para a Itália e Portugal. Bangladesh tornou-se um comprador mais importante do que Austrália, Dinamarca, Israel e Finlândia – todos juntos. Nossas exportações para a Ásia, excluindo a China, são maiores que nossas exportações para toda a União Europeia (UE). E são equivalentes a todas nossas exportações para Estados Unidos e Argentina somadas.


Video: Brasil envia missão humanitária ao Haiti (AFP)

É observando com pragmatismo os dados do comércio que defendo a reavaliação estratégica dos 216 postos – embaixadas, consulados, representações, delegações e escritórios comerciais – que o Brasil mantém em 134 países. Convém levar em conta os dados da balança comercial.

Turquia começa a dialogar com talibãs em Cabul

  Turquia começa a dialogar com talibãs em Cabul A Turquia iniciou conversas com os talibãs em Cabul e estuda a proposta do grupo de assumir a gestão do aeroporto da capital, após a retirada das tropas americanas em 31 de agosto - anunciou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, nesta sexta-feira (27). O presidente turco explicou que as negociações estão sendo realizadas em uma zona militar do aeroporto de Cabul, onde a embaixada turca está temporariamente instalada. "Tivemos nossa primeiraO presidente turco explicou que as negociações estão sendo realizadas em uma zona militar do aeroporto de Cabul, onde a embaixada turca está temporariamente instalada.

Temos 61 representações na Europa, 42 na América do Sul, 37 na África, 29 na Ásia e Oceania, 20 na América do Norte, 15 na América Central e no Caribe e 12 no Oriente Médio e na Ásia Central. Acredito ser necessário ampliar nosso corpo diplomático na Ásia, com destaque para a China e a Índia, dois países em franco crescimento econômico e que têm 3 bilhões de consumidores.

Outra medida combinada para fortalecer nossas vendas externas é maior integração, maior abertura da economia, que equivale historicamente a uma média em torno de 22% do PIB, menos da metade da média mundial (45,2%). Só países com forte comércio internacional encontram o rumo da prosperidade. Não conheço nenhuma exceção a essa regra.

Devemos também trabalhar para conferir um novo status ao Mercosul por meio do acordo com a UE. Para alcançar esse intento precisamos equacionar, com realismo, objetividade e medidas efetivas, a questão ambiental, o principal empecilho ao avanço do acordo com os europeus.

A partir do momento em que nós conseguirmos pôr em marcha o acordo entre a União Europeia e o Mercosul, isso vai servir de espelho e outros países vão ser atraídos para fazer acordos comerciais com o bloco sul-americano. Então, se o acordo for feito nossa renda per capita poderá ser de quase R$ 50 mil em dez anos. Do contrário, estará em apenas R$ 45 mil.

Talibã permite protesto feminino e até críquete em namoro com potências

  Talibã permite protesto feminino e até críquete em namoro com potências SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A horas, ou dias, de anunciar a composição de seu novo governo no Afeganistão, o grupo extremista Talibã vive um ensaio de lua de mel com a comunidade internacional e propagandeou sua propalada moderação ao permitir protestos femininos e até um jogo de críquete em Cabul. Na primeira fila do cortejo está a China, potência que desde antes da retomada do poder pelos fundamentalistas islâmicos, em 15 de agosto, já havia dado seu apoio ao grupo. Mas até a Europa se mexeu. Nesta sexta (3), até a União Europeia engrossou o coro de que é necessário diálogo com os novos governantes em Cabul.

Abertura comercial também representa combate à inflação, aumento de produtividade, com a importação de tecnologias, e a oportunidade de grandes investimentos externos, para garantir nosso crescimento muito acima dos 2% que, em média, temos conseguido nos últimos anos.

O Brasil precisa valorizar nossas realizações em matriz energética limpa (em torno de 80% da geração), manutenção da cobertura vegetal (61%) e avanço da agricultura sustentável, mas precisamos dar novas sinalizações aos europeus e ao mundo. Nesse sentido, apresentei projeto para antecipar, de 2030 para 2025, o compromisso de conter o desmatamento ilegal. Hoje o tema central da geopolítica, em todo o mundo, é a questão ambiental. Questão inegociável.

Sempre me levanto otimista. Agora mesmo celebrei um fato: em 2021 o Brasil deverá ter US$ 500 bilhões de corrente comercial (soma de exportações e importações) e superávit comercial superior a US$ 100 bilhões. Ambas as marcas são recordes históricos e comprovam que “o futuro não se prevê, apenas se constrói coletivamente”, como escreveu o padre António Vieira.

SENADORA (PP-TO), PRESIDE A COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DEFESA NACIONAL DO SENADO, PRESIDIU A CNA E FOI MINISTRA DA AGRICULTURA NO GOVERNO DILMA

Chefe da diplomacia dos EUA chega ao Catar para lidar com a crise do Afeganistão .
O chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, chegou nesta segunda-feira (6) ao Catar, país que se tornou o principal interlocutor dos talibãs e centro de logística para a retirada de todos os que conseguiram fugir do Afeganistão. Esta é a primeira viagem de altos funcionários americanos à região desde que os talibãs assumiram o poder no Afeganistão, em 15 de agosto, e da retirada das tropas americanas daquele país. Blinken e Austin se reunirão com autoridades do Catar na terça-feira para tratar da situação no Afeganistão, que se tornou uma importante questão geopolítica e uma potencial crise humanitária que requer a mobilização da comunidade internacional.

Ver também