TOP notícias

Mundo: Uma cena de um filme italiano de 1962 circula como se fosse uma foto da Guerra Fria

Dean Stockwell (1936–2021)

  Dean Stockwell (1936–2021) O famoso ator Dean Stockwell, que teve carreira longuíssima e repleta de clássicos – e até filmou no Brasil – , morreu na manhã do último domingo (7/11) de causas naturais, aos 85 anos.Filho de Harry Stockwell, que dublou o Príncipe Encantado em “Branca de Neve e os Sete Anões” (1937), Dean e seu irmão […]A estreia no cinema foi como uma criança fugitiva no famoso musical “Marujos do Amor” (1945) ao lado de Frank Sinatra e Gene Kelly. O sucesso do filme o fez emendar várias produções no período, até começar a ser escalado como protagonista aos 12 anos, em “O Órfão do Mar” (1948), de Henry King, e “O Menino de Cabelos Verdes” (1948), de Joseph Losey, em que viveu os personagens-títulos.

  Uma cena de um filme italiano de 1962 circula como se fosse uma foto da Guerra Fria © Fornecido por AFP Fact Check

Uma imagem em preto e branco na qual se vê uma jovem ajoelhada próximo a dois grupos de soldados recebeu mais de 15 mil interações nas redes sociais desde, pelo menos, 8 de novembro de 2021. Segundo as publicações, o registro seria uma foto de 1955 que mostraria uma jovem fugindo do comunismo na Alemanha Oriental, antes da construção do Muro de Berlim. Mas isso é falso. A imagem, na realidade, é uma cena do filme italiano “Oggi a Berlino”, de 1962.

“Uma das fotos mais impactantes da Guerra Fria foi tirada em 1955 quando uma jovem alemã fugiu do lado comunista em direção à liberdade. Reparem em como os soldados do lado ocidental protegem a garota dos soldados comunistas fortemente armados que tentavam impedir a fuga. Alguns anos depois, sobre aquela linha branca, seria construído o Muro de Berlim”, diz uma das publicações compartilhadas no Twitter (1, 2, 3).

Como o coronavírus mudou o rumo da democracia no mundo

  Como o coronavírus mudou o rumo da democracia no mundo Em entrevista ao ‘Aliás’, o historiador Adam Tooze diz que a pandemia foi um divisor de águas na questão das relações EUA-ChinaQuer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

O conteúdo também circulou no Facebook (1, 2, 3) e no Instagram (1, 2, 3). A imagem com a mesma alegação também foi compartilhada em inglês (1) e em espanhol (1).

  Uma cena de um filme italiano de 1962 circula como se fosse uma foto da Guerra Fria © Fornecido por AFP Fact Check Captura de tela feita em 9 de novembro de 2021 de uma publicação no Twitter ( . / )

No entanto, uma busca reversa no Google levou ao mesmo registro no banco de imagens Getty Images. No site, a foto é acompanhada de uma legenda que afirma tratar-se de uma cena do filme “Oggi a Berlino”, de 1962, dirigido por Piero Vivarelli.

“Atriz alemã Nana Osten (à esquerda) interpreta Rita, namorada de um futuro desertor da Alemanha Oriental em uma cena de 'Oggi a Berlino' (também conhecido como ‘East Zone, West Zone’ em inglês) dirigido por Piero Vivarelli, 1962”, diz a legenda.

Uma busca pelo título do filme “Oggi a Berlino” no Google trouxe como resultado a mesma imagem postada no IMBb, um portal online que reúne informações sobre filmes e produções televisivas. No site, a foto também aparece atrelada ao longa-metragem, com a legenda “Nana Osten em Oggi a Berlino (1962)”.

Xi oferece abertura calculada a Biden para manter fria a guerra entre eles

  Xi oferece abertura calculada a Biden para manter fria a guerra entre eles SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Reuniões de cúpula, com as exceções clássicas, são feitas para apresentar correções de rota na relação entre grandes potências. Raramente se espera algo definidor de novas eras. Até pelo formato virtual, uma cortesia da pandemia que agora serve de desculpa para manter a assepsia de um relacionamento mergulhado em tensões, o encontro entre Xi Jinping e Joe Biden entregou o prometido: nada em especial. Por outro lado, ele marcou uma discreta inflexão no contencioso geopolítico central deste século, muito por obra das peculiaridades da condição de Xi. O líder da ditadura comunista fez movimentos de abertura em direção ao rival na Casa Branca.

O Checamos entrou em contato com a Cineteca Nazionale de Itália, do Centro Experimental de Cinematografia (CSC) em Roma, que possui uma cópia do longa-metragem em seus arquivos. Por email, a equipe da instituição afirmou que não encontrou exatamente a fotografia indicada, mas diversos elementos os levam a crer que se trata de um registro feito durante a cena final do filme.

A Cineteca enviou cinco imagens do longa-metragem “Oggi a Berlino” ao Checamos apenas para fins explicativos. Nos registros enviados, é possível ver os mesmos elementos da foto viralizada, incluindo a linha divisória branca no chão e o pavimento de pedras. Em uma das imagens, é possível ver uma moça ajoelhada ao chão, próxima ao corpo de um homem. Segundo a Cineteca, nessa parte do filme, o corpo do homem é levado, mas a protagonista permanece ajoelhada, na mesma posição da imagem viralizada.

A mesma cena pode ser vista neste outro registro do filme arquivado na Getty Images.

Dia da Consciência Negra: Museu do Futebol distribui biografia de Djalma Santos aos visitantes

  Dia da Consciência Negra: Museu do Futebol distribui biografia de Djalma Santos aos visitantes No sábado (20) e domingo (21), quem for passear no Museu do Futebol receberá o livro 'Djalma Santos: do porão ao Palácio de Buckingham'Escrita pelos jornalistas Flávio Prado, Norian Segatto e Adriana Mendes, a obra apresenta detalhes da vida de Djalma Santos desde o começo de sua carreira no futebol de várzea, passando por suas atuações em grandes clubes como Portuguesa, Palmeiras e Atlético-PR, pelas histórias das quatro Copas do Mundo disputadas e dos dois títulos mundiais conquistados pelo Brasil em 1958 e 1962.

  Uma cena de um filme italiano de 1962 circula como se fosse uma foto da Guerra Fria © Fornecido por AFP Fact Check Captura de tela da base de fotos da Getty Images de uma cena do filme “Oggi a Berlino” ( . / )

Os registros enviados pela Cineteca à AFP também mostram que a protagonista do filme, interpretada por Osten, usava o mesmo cabelo e roupas da foto viralizada, incluindo luvas nas mãos e o casaco. A vestimenta, explicou, tem significado especial no enredo do longa de Vivarelli, por ser um presente trocado entre os personagens da trama.

Após a Segunda Guerra Mundial, Berlim foi dividida em quatro zonas: francesa, britânica, norte-americana e soviética. Dessa forma, a cidade separou-se entre Alemanha Oriental, sob influência do regime comunista, e Alemanha Ocidental, capitalista.

  Uma cena de um filme italiano de 1962 circula como se fosse uma foto da Guerra Fria © Fornecido por AFP Fact Check ( . / )

Ao longo de 12 anos, mais de três milhões de cidadãos fugiram do regime comunista. Para conter o êxodo, nas primeiras horas de 13 de agosto de 1961, as autoridades comunistas da Alemanha Oriental começaram a construir o Muro de Berlim, que dividiu a cidade e fechou a última abertura da Cortina de Ferro.

Estados Unidos x China: cooperação ou conflito? .
Debate em curso tem implicações concretas para a formulação de uma visão de mundo e a estratégia dos atores internacionais . Se a confrontação prevalecer, poderá configurar uma nova guerra fria e os demais países terão reduzida a sua autonomia. Este cenário, no entanto, parece pouco provável, dadas a densidade e a diversidade do intercâmbio entre as duas potências. Se, ao contrário, os espaços de cooperação entre os grandes forem preservados, haverá mais ampla participação de todos no processo decisório sobre os temas de interesse comum e, portanto, mais oportunidades para a diplomacia e o multilateralismo.

Ver também