TOP notícias

Mundo: Bolsas caem com ata do Fed reforçando inflação e juros altos

Dólar volta a cair e caminha para maior queda trimestral desde 2009

  Dólar volta a cair e caminha para maior queda trimestral desde 2009 SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A queda da taxa de câmbio voltava a refletir nesta quinta-feira (31) o apetite do mercado pelo Brasil. Às 15h03, o dólar caía 0,91%, a R$ 4,7410. Após fechar em alta na véspera, a moeda americana rondava as cotações do início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, e caminhava para fechar com uma queda trimestral de aproximadamente 15%, a maior desde junho de 2009. Assim como ocorreu na véspera, o dólar perde valor nesta quinta contra quase todas as moedas de países emergentes. A alta frente ao real nesta quarta (30) foi exceção.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em um dia azedo para o mercado financeiro mundial devido ao aumento da percepção de que a guerra na Ucrânia pode ter um impacto mais relevante do que o esperado na inflação, a divulgação da ata da reunião realizada em março pelo comitê de política monetária do Fed (Federal Reserve, o banco central americano) reforçou o pessimismo de investidores.

Mercados de ações do Brasil e dos Estados Unidos, que negociavam em baixa desde as primeiras horas desta quarta-feira (6), fecharam em queda após o documento mostrar que as autoridades do Fed discutiram aumentos mais agressivos da taxa de referência para os juros do país e planos para a diminuição da participação do órgão em títulos.

Inglaterra é primeiro país rico a subir juro para conter inflação; entenda o impacto no Brasil

  Inglaterra é primeiro país rico a subir juro para conter inflação; entenda o impacto no Brasil Banco da Inglaterra anunciou alta na taxa básica de 0,1% para 0,25%; na quarta-feira, o banco central americano já havia indicado alta dos juros em 2022Quer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

Na Bolsa de Valores brasileira, o índice de referência Ibovespa caiu 0,55%, a 118.227 pontos. Empresas do setor de tecnologia e varejo, mais sensíveis à alta dos juros, puxaram o indicador para baixo.

No mercado de câmbio, o dólar subiu 1,15%, a R$ 4,7150. A moeda americana voltou à casa dos R$ 4,70 apenas três pregões após ter afundado perto dos R$ 4,60, quando atingiu a menor cotação em mais de dois anos.

Juros mais altos nos EUA podem forçar altas ainda maiores nas taxas de países emergentes, como o Brasil, com a intenção de evitar fuga de capital para os títulos do Tesouro americano. Ao mesmo tempo, esse movimento tende a valorizar o dólar e diminuir a disposição de investidores para aplicações mais arriscadas em ações de empresas.

Nos Estados Unidos, os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq caíram 0,42%, 0,97% e 2,22%, nessa ordem.

Fed antecipa fim de compras de ativos e prevê três aumentos dos juros em 2022

  Fed antecipa fim de compras de ativos e prevê três aumentos dos juros em 2022 O Federal Reserve (Fed, banco central americano) anunciou nesta quarta-feira (15) que encerrará antes do previsto sua compra de ativos, abrindo, assim, a porta a três aumentos de sua taxa de juros de referência em 2022, de olho no combate à inflação. A inflação nos Estados Unidos ficará acima do previsto, em 5,3% em 2021 e 2,6% em 2022, informou o Fed ao final de sua última reunião de política monetária do ano. Assim, para contrabalançar aA inflação nos Estados Unidos ficará acima do previsto, em 5,3% em 2021 e 2,6% em 2022, informou o Fed ao final de sua última reunião de política monetária do ano.

Antes da divulgação da ata do Fed, bolsas europeias já tinham fechado em queda. Londres, Paris e Frankfurt perderam 0,34%, 2,21% e 1,89%, respectivamente.

A Ásia teve um dia de baixas generalizadas, com destaque para o tombo de 1,87% do Hang Seng, o principal índice de Hong Kong.

Diante do prolongamento da guerra na Ucrânia e possíveis novas sanções à Rússia devido a acusações de crimes contra civis cometidos na cidade ucraniana de Butcha, cresce a preocupação quanto à necessidade de um aumento de juros acima do previsto. A restrição às matérias-primas russas para a produção de energia pode acelerar ainda mais a alta mundial de preços.

A Rússia é uma das principais exportadoras de petróleo e gás, além de ter uma produção importante de carvão. Os dois países em guerra também são grandes fornecedores de grãos.

FED DISCUTE ACELERAR ALTA DOS JUROS E REDUZIR BALANÇO

De acordo com a ata do banco central americano, alguns dos formuladores da política monetária discutiram realizar mais de um aumento de 0,5 ponto percentual na taxa de juros ao longo deste ano, caso a inflação persista.

Fed acelera retirada de estímulos nos EUA e prevê três aumentos da taxa de juros em 2022

  Fed acelera retirada de estímulos nos EUA e prevê três aumentos da taxa de juros em 2022 Federal Reserve, o banco central americano, decidiu elevar de US$ 15 bilhões para US$ 30 bilhões a redução mensal no programa de compras de títulos em reunião de política monetária nesta quarta-feiraQuer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

Em março, o Fed elevou os juros de referência do país pela primeira vez desde 2018. O aumento aplicado foi de 0,25 ponto percentual, para uma taxa que havia sido rebaixada para perto de zero no início da pandemia de Covid-19. A ata do encontro mostrou que um aumento de 0,5 ponto chegou a ser considerado até mesmo em março.

Inicialmente, porém, analistas avaliavam que todas as altas neste ano seriam de 0,25 ponto percentual, mas o agravamento da crise no Leste Europeu tem levado participantes do mercado a esperar até mesmo aumentos de um ponto percentual, segundo Daniel Miraglia, economista-chefe da Integral Group

Agora, além de continuar a elevar a taxa de crédito, a autoridade também deverá iniciar a redução da sua carteira de títulos, que acumula cerca de US$ 9 trilhões (R$ 41 trilhões).

Durante a pandemia, uma das estratégias do Fed para amenizar o resfriamento econômico foi injetar liquidez no mercado por meio da compra mensal de cerca de US$ 120 bilhões (R$ 554 bilhões) em títulos imobiliários e do Tesouro. Esse programa foi encerrado neste ano. Agora, para diminuir o seu balanço patrimonial, o banco permitirá que esses títulos vençam.

PIB recua 0,1% no 3º tri e Brasil entra em 'recessão técnica'. E agora?

  PIB recua 0,1% no 3º tri e Brasil entra em 'recessão técnica'. E agora? Economistas divergem sobre rumos do Brasil em 2022; há quem aposte em pequena alta da economia, estagnação e em mais recessão.Após queda de 0,4% no segundo trimestre (dado revisado, ante recuo de 0,1% divulgado anteriormente), o consenso dos analistas é de que a economia brasileira está estagnada e que não há perspectiva de melhora no quarto trimestre do ano, quando é esperado novo resultado próximo de zero para o PIB na comparação trimestral.

A ata da reunião realizada em março aponta que o Fed discutiu reduzir o seu balanço em até US$ 95 bilhões por mês (R$ 446 bilhões) a partir do mês que vem, quando realizará a sua a próxima reunião.

"Um Fed 'hawkish' significa que o crescimento será inibido porque a alta dos juros inviabiliza projetos", disse Davi Lelis, sócio da Valor Investimentos.

Hawkish é um termo utilizado no mercado financeiro para descrever uma política monetária restritiva quanto à oferta de crédito, cujo objetivo é combater a inflação. Na situação contrária, quando medidas para expansão da economia são adotadas, o mercado diz que a autoridade monetária está "dovish".

Luiz Carlos Corrêa, sócio da Nexgen Capital, disse que a ata deixou claro que o Fed está consideravelmente preocupado com os efeitos inflacionários da guerra na Ucrânia e que tomará "as medidas necessárias" para recuar a inflação para a meta de 2% ao ano. Hoje a alta anual de preços nos EUA está na casa dos 7%.

PETROBRAS CAI APÓS NOVA LIBERAÇÃO DE RESERVAS DE PETRÓLEO

O preço de referência para o petróleo bruto iniciou uma forte queda na tarde desta quarta, pouco depois do anúncio de novas liberações de reservas estratégicas mundiais. No início da noite, o barril do Brent recuava 4,54%, a US$ 101,80 (R$ 478,06).

Ações de petrolíferas brasileiras perderam valor na Bolsa de Valores. Os papéis mais negociados da Petrobras abandonaram a ligeira alta das primeiras horas do dia para fechar em leve queda de 0,09%. A PetroRio perdeu 2,08%.

A Agência Internacional de Energia informou nesta quarta que seus países membros concordaram em liberar 120 milhões de barris de petróleo das suas reservas, com os Estados Unidos contribuindo com metade desse volume.

A parte oferecida pelo governo americano virá da retirada geral dos seus estoques estratégicos, segundo o comunicado da agência no Twitter.

O presidente Joe Biden já havia anunciado a liberação de 180 milhões de barris da reserva dos Estados Unidos.

Dólar, Bolsa e petróleo caem diante de riscos de inflação e Covid .
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O mercado financeiro do Brasil trabalhou nesta segunda-feira (11) sob o impacto do susto da maior inflação para março em 28 anos, revelada na última sexta (8), e que surpreendeu o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. "A gente teve um índice mais recente que foi uma surpresa", disse a autoridade monetária. A disparada dos preços é interpretada desde a última sexta como um sinal de juros mais altos, ameaçando inclusive o fim do ciclo do aperto monetário previsto para o próximo mês. Isso indica a investidores estrangeiros que o país continuará oferecendo retorno vantajoso para aplicações em renda fixa.

Ver também