TOP notícias

Mundo: Brasileiros são presos em Cabo Verde em navio com 5,7 mil kg de cocaína

Navio de cruzeiro chega na Itália com 150 casos de Covid

  Navio de cruzeiro chega na Itália com 150 casos de Covid País vive explosão nos contágios pelo novo coronavírusA embarcação é proveniente de Marselha, na França, e os indivíduos infectados - em sua maioria italianos - foram isolados em suas respectivas cabines enquanto aguardam uma intervenção da empresa e da Capitania dos Portos.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Cinco brasileiros e dois cidadãos de Montenegro foram presos por tráfico internacional de drogas em Cabo Verde ao transportar uma carga de pescados que escondia mais de cinco toneladas de cocaína.

De acordo com a Polícia Judiciária do país, a operação para interceptar as drogas foi feita em parceria com a Polícia Federal brasileira, com a Marinha dos Estados Unidos e da Agência de Combates aos Crimes do Reino Unido.

A carga, que tinha 5.668 quilos de droga escondida, foi interceptada quando chegava à cidade de Praia, capital do país africano.

Apesar de confirmar que o navio saiu do Brasil, a polícia não detalhou de qual cidade a carga partiu. A embarcação chegou à cidade de Praia na sexta-feira (1º).

De acordo com o site de notícias Sapo, o caso segue em segredo de Justiça e, por isso, as informações sobre a operação são escassas.

A Polícia Judiciária não detalhou como os agentes tiveram indícios de que a droga estava na embarcação ou para onde os detidos foram encaminhados.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Federal em busca de mais informações sobre a operação ou de dados de onde a embarcação partiu, mas não recebeu retorno até o momento.

Cabo Delgado: Falta de apoios limita ajuda alimentar humanitária a deslocados .
Segundo a Rede de Alerta Antecipado de Fome, existem cerca de 935 mil deslocados e famílias anfitriãs em Cabo Delgado, Niassa e Nampula a necessitar de ajuda alimentar humanitária "pelo menos até março de 2022".A falta de apoios continua a limitar a ajuda alimentar humanitária aos deslocados de guerra em Cabo Delgado, norte de Moçambique, refere o mais recente sumário da Rede de Alerta Antecipado de Fome (rede Fews, sigla inglesa).

Ver também