TOP notícias

Mundo: Sicília impõe máscaras em áreas externas e testes para migrantes

Maior parte da vegetação em regeneração da Amazônia está em áreas que não competem com a agricultura

  Maior parte da vegetação em regeneração da Amazônia está em áreas que não competem com a agricultura Por Imazon -- Uma pesquisa inédita apontou que a maior parte das áreas em regeneração na Amazônia está em locais de difícil plantio de grãos. Ou seja: é possível recuperar a floresta em larga escala sem perder terras agricultáveis e com baixo custo. O que gera benefícios para o clima, para o país e para os próprios agricultores. Isso porque eles podem aproveitar essas áreas para adequar suas propriedades às leis ambientais e, ainda, obter novas fontes de renda. © Fornecido por eCycle Publicado pelo projeto Amazônia 2030, o estudo é de autoria de pesquisadores do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

(ANSA) - O governo da Sicília, no sul da Itália, impôs uso obrigatório de máscaras anti-Covid em todas as áreas externas da região e decidiu que as autoridades devem testar contra a Covid-19 os migrantes que chegam às suas costas, depois de passarem pela quarentena preventiva, e também os viajantes provenientes do Egito, Botswana, Hong Kong, Israel, Turquia e África do Sul.

As novas medidas fazem parte do novo decreto assinado pelo governador da Sicília, Nello Musumeci, nesta quarta-feira (1º), e ficarão em vigor entre 2 e 31 de dezembro.

"O novo decreto estende a obrigação de realizar testes de Covid em portos e aeroportos sicilianos aos passageiros que chegam da República da África do Sul, Botswana, Hong Kong, Estado de Israel, República Árabe do Egito e República da Turquia", diz o texto.

O "beijo" da Amazônia com o Atlântico

  O Por Sérgio Adeodato em Página22 - A Amazônia brasileira é um manancial de superlativos, para o bem ou para o mal. Clichês à parte, representa a maior floresta tropical do globo terrestre, mas também registra os maiores índices de desmatamento, com metade das emissões nacionais de gases-estufa. Possui, ainda, a maior biodiversidade e um dos mais amplos acervos de povos e culturas ancestrais, além da mais volumosa bacia hidrográfica do mundo, apesar de muitos habitantes não terem acesso à água e tratamento de esgoto.

Segundo as autoridades regionais, atualmente, a medida já se aplica a quem vem ou esteve nos 14 dias no Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, Malta, Portugal, Espanha, França, Grécia e Holanda".

Além dos testes para detectar a Covid-19 em migrantes, Musumeci determinou que todo cidadão com mais de 12 anos deverá usar máscara em locais públicos e abertos.

As medidas têm como objetivo evitar a propagação do coronavírus, em especial a variante Ômicron, no período das festividades de fim de ano. Outras cidades italianas, como Milão, Pádua ou Bolonha, também impuseram o uso de máscara até depois do Natal nas feiras livres e nas áreas do centro histórico, que costumam estar muito lotadas nessa época.

Atualmente, a Sicília tem 308 pacientes internados, dos quais 43 estão em unidades de terapia intensiva (UTI) e outros 12.194 apresentam sintomas leves ou sem sintomas. Desde o início da pandemia, a ilha italiana acumula mais de 7 mil mortes e 324 mil casos no total. (ANSA)

Palermo, na Itália: 9 motivos para se apaixonar pela cidade .
Com mais de 2.700 anos, a capital da Sicília é o destino perfeito para quem ama história, arquitetura e gastronomia []Confira a seguir 9 motivos pelos quais a capital da Sicília deveria estar na sua lista de próximas viagens:

Ver também