TOP notícias

Política: Bolsonaro reclama de críticas a Kassio Marques: “Acusaram o cara de tudo”

Bolsonaro se reúne com Toffoli, Alcolumbre e Kassio Nunes, indicado ao STF

  Bolsonaro se reúne com Toffoli, Alcolumbre e Kassio Nunes, indicado ao STF Assistiram ao jogo do Palmeiras. Deixaram o local por volta de 22h30. Encontro não estava nas agendasA reunião foi realizada na casa de Dias Toffoli, em Brasília. No local, os convidados também assistiram à vitória do Palmeiras sobre o Ceará, pela 13ª rodada do Brasileirão. Todos deixaram o local por volta das 22h30, segundo informou o G1.

Durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada nesta 3ª feira (6.out.2020), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender seu indicado para o STF (Supremo Tribunal Federal), o desembargador Kassio Marques.

Bolsonaro defendeu Kassio Marques de críticas © Sérgio Lima/Poder360 18.fev.2020 Bolsonaro defendeu Kassio Marques de críticas

A escolha do magistrado tem sido alvo de críticas até de aliados do governo por causa de sua suposta ligação com o PT.

Marques é desembargador no TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), desde 2011. Foi escolhido pela ex-presidente Dilma Rousseff. Bolsonaro destacou que a escolha ocorreu pela chamada “lista tríplice”.

Bolsonaro reforça ação por Kassio Marques ao Supremo

  Bolsonaro reforça ação por Kassio Marques ao Supremo Presidente defende desembargador federal de críticas; eles se reuniram com Toffoli e AlcolumbreBRASÍLIA - Sob pressão de aliados descontentes, o presidente Jair Bolsonaro deu sequência às articulações pela aprovação do desembargador federal Kassio Nunes Marques, indicado por ele como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Bolsonaro rechaçou a insatisfação dos conservadores preteridos pela governabilidade. O presidente voltou a defender no domingo, 4, o currículo do advogado piauiense, nome celebrado por ícones do Centrão, e alvo de um tiroteio vindo de segmentos evangélicos e olavistas, e que desapontou militares e empresários liberais.

O presidente também disparou contra decisão envolvendo o terrorista italiano Cesare Battisti.

“A questão do Kassio é impressionante. Acusaram o cara de tudo. Parecia até que ele era 1 dos bandidos mais procurados do Brasil. Começam mentindo [dizendo] que ele votou para que o Battisti ficasse no Brasil. Quem decidiu foi o Supremo Tribunal Federal em 2009. Ah, ‘ele é comunista’… Pô, comunista está cheio aqui no Brasil.

A sabatina do indicado pelo presidente Jair Bolsonaro deve ser realizada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado em 21 de outubro. É o que foi acordado em reunião do presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP) com líderes partidários nesta 3ª feira (6.out).

Marques nasceu em 16 de maio de 1972 em Teresina, no Piauí. Tem 48 anos. Se for aprovado e tomar posse no STF, pode ficar 27 anos na cadeira, até completar 75 anos em 2047. Se aprovado pelos senadores, assumirá a vaga a ser deixada pelo ministro Celso de Mello.

Braga diz que Marques “não precisa de títulos acadêmicos” para ser ministro .
É relator da indicação de Kassio Marques. Apresentou parecer nesta 4ª na CCJ. Destacou a biografia e carreira do juiz. Minimizou inconsistências no currículoNo texto, o relator destacou a biografia e carreira de Kassio Marques. Eduardo Braga afirmou que não encontrou “fatos relevantes” que pudessem “suscitar dúvidas” sobre o saber jurídico ou desabonar a reputação do magistrado.

Ver também